Início | AHU | IICT
IICT7690876907<>76909
TagInd1Ind2CodeValue
0010076908
00520120823034320.0
035 a0024389
035 a0031158
035 a0075238
100 a20041029d2000 k y0pory0103 ba
1010 apor
102 aPT
2001 aTolerância das plantas ao alumínio
fAna Maria Domingues
210 a[S.l.
cs.n.]
d[2000]
215 a56 p.
cquadro
321 aA distribuição das espécies vegetais na Natureza está condicionada por um conjunto de factores edáficos, mas são particularmente importantes as concentrações de H+, de Ca2+ e de Al no solo (Marschner, 1997). O equilibrio dos ecossistemas naturais (Falkengren-Gerup et al., 1995) e a manutenção de sistemas agrários ou agro-florestais sustentados depende do controle da acidificação (Bolan et al., 1991) e implementação de genótipos adaptados tolerantes ao Al (Foy, 1976). Na presente revisão são considerados aspectos gerais inerentes à utilização agronómica dos solos ácidos, frequentemebte com excesso de Al solúvel, são abordados os mecanismos propostos para a tolerância ao Al em plantas e são feitas considerações sobre o melhoramento de plantas visando a resistência a esta limitação edáfica.
606 aAgricultura
606 aMelhoramento de plantas
606 aToxicidade do solo
606 aAluminio
606 aEnzima
686 aBCI
686 aK
700 1aDomingues
bAna Maria
801 0aPT
bIICT
c20041029
gRPC
930 dCDI 25195
93120041029
932d
935k
936y
9370
938ba
955 c20070416
dADMIN
n1
966 b23/08/2012
lMLITD
sCDI 25195
w2089871648
970 aSR
UMList: 0,1394 sec